PESQUISA DE EQUIPAMENTOS

Pesquisa personalizada

11 maio 2009

NORTHROP GRUMMAN X-47B UCAS-D. Além da 5º geração


DESCRIÇÃO
A tecnologia não para nunca de evoluir e suas conquistas, principalmente, aplicada no segmento militar, muitas vezes, impressionam. Muitos vêem no Lockheed Martin F-22 Raptor ou no F-35 Lightning II do mesmo fabricante, a ultima palavra em termos de aviação de combate. O presente artigo que se seguirá irá apresentar o próximo passo em aviação de combate.
No início do meu trabalho nesse Blog eu publiquei um artigo sobre aeronaves de combate sem piloto (UCAV), Nele eu apresentei um pouco da história do desenvolvimento e dos projetos em andamento desse tipo de tecnologia. Porém, algum dos modelos em desenvolvimento merecem ser apresentados em maior detalhe por serem mais do que meros aviões de demonstração de tecnologia. Na verdade o Northrop Grumman X-47B do programa UCAS-D é o mais avançado programa para o fornecimento de um jato de combate não tripulado para operações embarcadas a partir de 2018.
Acima: O proptótipo do X-47A pegasus foi usado pela Northrop para validar diversos conceitos tecnológicos que estão, atualmente, sendo aplicados ao X-47B.
No início, tanto a força aérea dos Estados Unidos quanto a marinha tinham um programa próprio de desenvolvimento de uma aeronave de combate sem piloto, porém o departamento de defesa dos Estados Unidos decidiram que a força aérea e a marinha deveria juntar seus programas em um só e assim concentrar seus esforços no desenvolvimento de um jato que servisse a marinha e a força aérea. O projeto J-UCAS foi cancelado em 2006 após a revisão quadrienal de defesa, criando o programa LRSP (Long Range Strategic Bomber), um programa para desenvolver um bombardeiro estratégico de longo alcance. A Marinha, dos Estados Unidos decidiu manter seu programa de desenvolvimento do X-47B, porém renomeando o programa de UCAS-D (Unmanned Combat Air Systems Demonstration),
Acima: Neste desenho gerado em computador, o X-47B se apresenta com as asas dobradas para melhor aproveitamento do espaço limitado dos porta-aviões. Notem, também, que as portas das caixas de armas estão abertas em baixo do avião.
O primeiro protótipo do X-47B foi apresentado em 16 de dezembro de 2008. O primeiro vôo deste exemplar deverá ocorrer no final de 2009. A Northrop está construindo dois protótipos e o programa de desenvolvimento deve estar completo em 2013 sendo que a etapa de testes mais critica deve ocorrer em 2011 com o início dos ensaios de pouso e decolagem em um porta-aviões. Pode-se imaginar a dificuldade que será executar essas tarefas numa pista em constante movimento, sem o piloto presente.
Acima: O X-47B terá dimensões similares a de um jato de treinamento, porém seu desenho avançado e a configuração sem "cauda" o fazem a aeronave mais furtiva já projetada.
O X-47B será propulsado por um motor Pratt & Whitney F-100 PW 220, o mesmo usado em algumas versões dos caças F-15 e F-16 atualmente em serviço. Trata-se de um excelente motor com grande confiabilidade mecânica e durabilidade e que garantirá um empuxo maximo de 10570 kgf. O X-47B está sendo projetado pra voar em velocidade máxima subsônica alta, provavelmente em torno de mach 0.85 e um raio de ataque de cerca de 2400 km. E se for necessário, através de diversos reabastecimentos em vôo, o X-47B pode permanecer no ar por até 100 horas ininterruptas. Esse tipo de capacidade, impossível para um ser humano, dará uma nova dinâmica na capacidade de pronta resposta para as diversas mudanças de situação que o campo de batalha apresentar.
Acima: O X-47B, inicialmente, será usdo em missões dos primeiros dias de guerra contra defesas antiaéreas avançadas como por exemplo o sistema russo S-300 e S-400. Porém com seu desenvolvimento em constante evolução suas missões serão ampliadas.
As missões que serão executadas pelo X-47B serão de supressão de defesas antiaéreas, apoio aéreo aproximado, ataque tático e reconhecimento. Para essas tarefas o X-47B poderá operar 2045 kg de armas compostas por bombas guiadas por GPS como as GBU-31 JDAM de 907 kg, a qual duas podem ser transportadas internamente do X-47B, ou ainda, 6 bombas GBU-39 SDB. Operando em parceria com outros elementos como helicópteros ou mesmo soldados em terra com dispositivos de iluminação a laser, o X-47B poderá operar bombas guiadas a laser como as GBU-12. Missões de combate aéreo ar ar, ainda não estão previstas para o X-47B, porém é certo que aeronaves sem piloto poderão executar esse tipo de missão em um futuro a médio ou longo prazo. Provavelmente o próprio X-47B poderá executa-las. Vale colocar aqui que o X-47B usará um radar de varredura eletrônica que proporcionará ao comando das operações as informações de alvos e mesmo o mapeamento do terreno.
Acima: Esta foto foi tirada pouco antes da apresentação do primeiro protótipo do X-47B em dezembro de 2008. Espera-se que o primeiro vôo deste protótipo ocorra ao fim de 2009.
Se o futuro que nos aguarda, haverá aeronaves com piloto, isso é uma incógnita, porém que as aeronaves sem piloto já cumprem nos dias de hoje, uma importante parcela de missões, notadamente as de reconhecimento, e que num futuro em curto prazo serão responsáveis por missões de ataque a alvos críticos, isso é um fato inegável. O desenvolvimento de novas tecnologias de comunicação, inteligência artificial IE e da nano tecnologia revolucionarão a guerra como um todo, começando pela guerra aérea permitindo operações de combate de forma segura e econômica, uma vez que o homem não precisará estar presente fisicamente no campo de batalha e os custos de operação e aquisição destes sistemas não tripulados serem mais baixos que os dos aviões convencionais.
Acima: Desenho em 3 dimensões do X-47B. Notem seu aspecto de "pipa".FICHA TÉCNICA
Velocidade máxima: Mach 0,85 (950 Km/h)
Velocidade de cruzeiro: Mach 0,45 (500 Km/h)
Potência: 0.55
Teto de serviço: 12200 m
Raio de ataque: 2400 km (com duas bombas de 907 kg)
Alcance maximo: 6500 km
Motor: 1 turbofan Pratt & Whitney F-100 PW 220U com 10570 kg de empuxo
Comprimento: 11,63 m
Envergadura: 18,92 m
Altura: 3,10 m
Peso: 19000 Kg
Armamento: Carga de 2045 kg de armas que podem ser bombas GBU-31 JDAM, GBU-39 SDB GBU-12 Paveway II
Acima: Neste desenho pode-se ver uma das propostas para o futuro bombardeiro norte americano cujo desenho é baseado no do X-47B.
ABAIXO TEMOS UM VIDEO COM O X-47B.
Gostou deste artigo? Se quiser receber por e-mail o alerta de atualização do blog, mande um e-mail para campodebatalha.blogs@gmail.com

24 comentários:

Raphael disse...

Não seria mais fácil e barato os americanos desenvolverem mísseis de 500km para destruir Sams como o S-400?

Carlos E. Di Santis Junior disse...

Olá raphael. Certamente que não seria mais barato. Um X-47B pode ser usado inumera vezes enquanto que um missil´de longo alcance custa muito caro e só é usado uma vez. Veja que um Tomahawk custa mais de um milhão de dolares a unidade e só ataca uma vez.
Abraços

Raphael disse...

É verdade que o Sistema S-500 será capaz de abater um alvo acima dos 1000km?

Qual sistema de defesa anti-aereo você acharia melhor para o Brasil?

welington disse...

Sugestão de materia, UCAV SKAT.
Um grande abraço.

Carlos E. Di Santis Junior disse...

Olá raphael. Eo não conheço o sistema S-500 ainda. Mas se as estimativas de desempenho dele forem essas mesmas, então ele seria um sistema de defesa anti missil e não um sistema anti aéreo convencional como o S-300.
Para o Brasil, seria bom um sistema composto com Buk M-1 e S-300.
Abraços

ZERO II disse...

ótimo artigo, colega! muito em breve essa será a realidade. valeu

Wagner Bragante disse...

Carlos, parabéns! Sempre boas matérias.
Sugestão: faz uma com o Global Hawk.
Abraço!

Carlos E. Di Santis Junior disse...

Olá Wagner. Obrigado pelo elogio e pela dica. Vou escrever sobre ele sim.
Abraços

serafill disse...

Parabens Carlos, os blogs Campo de Batalha continua sendo utimos...

você não poderia escrever sobre o sistema Skunk Works multi-purpose UAV, fiquei deslumbrado ao ver algums artigos sobre esse sistema.

Carlos E. Di Santis Junior disse...

Olá Serafill. Obrigado! Vou estudar essa proposta da Skunk Work e ver se com as informações disponível já dá para fazer um texto legal.
Abraços

b r e n o disse...

Ola Carlos esse avião pode ser considerado como 6° geração, e no caso de uma batalha aerea com um caça de 5° geração esse teria vantagem ou não.

Carlos E. Di Santis Junior disse...

Olá Breno. O X-47B não é, ainda, um legítimo caça de 6º geração. Ele é , por enquanto, um avião de ataque, pois não terá, inicialmente, capacidade de combate aéreo. O caça de 6º geração que soube tem uma versão pilotada e outra sem piloto. O que muda, extremamente é a ausência da cabine de vidro na versão sem piloto.
Abraços

felipe.wmenz disse...

Qual é a diferença entre o UCAS eo UCAV? e se o UCAS não é um caça de 6°geração,como será um?????? obrigado

Carlos E. Di Santis Junior disse...

Olá mFelipe. O UCAS é a silga de um programa de desenvolvimento que significa Unmanned Combat Air Systems. Esse proigrama diz respeito ao desenvolvimento do X-47B. UCAV, é a sigla do conecito de um avião não tripulado que participa do combate. Um UCAV transporta armas e lança elas. Por isso podemos dizer que o UCAS é um UCAV.
O X-47B concorrerá com um projeto de caça de 6º geração para substituir os F-18E Super Hornet em 2025. O caça de 6º geração terá versão tripulada e não tripulada de um mesmo projeto.
Abraços

ucas disse...

My cousin recommended this blog and she was totally right keep up the fantastic work!



ucas

Carlos E. Di Santis Junior disse...

Thank you. I'm glad you liked it.

Fábio disse...

OLá carlos, poderia falar de outros projetos de ucavs como o neuron e o taranis?

Carlos E. Di Santis Junior disse...

Olá fabio. Pode esperar que vai acontecer estes artigos ainda. Abraços

Fábio disse...

Carlos, o que é que o Irão vai fazer com o rq-170 sentinel? pôlo nas mãos de russos e chineses... eu n queria que os chineses o tivessem.

Carlos E. Di Santis Junior disse...

Os chineses e russos já devem ter feito sua visitinha para pegar informações do sentinel. Já era....

MateusGM disse...

Carlos eu gostaria de pedir um artigo sobre o avibras falcao.

wanderson disse...

que tal publicar um blog sobre a area 51 em Carlos E. Di Santis Junior?!
é um lugar interessante em aonde todos os modelos de aeronaves norte americanas foram desenvolvidas vc conhecer?!

wanderson disse...

que tal publicar um blog sobre a area 51 em Carlos E. Di Santis Junior?!
é um lugar interessante em aonde todos os modelos de aeronaves norte americanas foram desenvolvidas vc conhecer?!

wanderson disse...

que tal publicar um blog sobre a area 51 em Carlos E. Di Santis Junior?!
é um lugar interessante em aonde todos os modelos de aeronaves furtivas norte americanas foram desenvolvidas vc conhecer?!